InícioCULTURAProjeto multicultural valoriza a Cultura Oral Cigana

Confira

Destaque

Projeto multicultural valoriza a Cultura Oral Cigana

Em parceria com o Governo do Estado de São Paulo, a escritora e produtora cultural Paula Giannini lança projeto cultural didático que divulga os mitos e o folclore que cercam a cultura cigana.

Ser Cigano significa pertencer a um POVO milenar, com língua, cultura e costumes próprios. Um povo que aportou na Terra de Pindorama junto às Caravelas Capitânias, expulsos da Europa pelos reis de Portugal e Espanha, e que já vive em nosso país, desde antes dessas terras serem batizadas de Brasil, mas que, estranhamente, não figura na grande maioria dos livros de História.

Os Ciganos são um dos povos formadores da identidade cultural brasileira, e o primeiro registro por escrito de sua chegada por aqui data de 1574, porém, pouco se sabe deles, de sua linda cultura, de sua língua, tampouco de seus costumes e da riqueza de sua tradição oral. É a minoria mais invisível e discriminada no Brasil e no mundo, pois não existe, até hoje, uma lei específica que os insira junto à sociedade.

Segundo Claudio Domingos Iovanovitchi (Cigano Romani e Presidente da Associação de preservação da Cultura Cigana) Cigano é um termo utilizado pelos não ciganos para denominar um povo nômade que se identifica pelas etnias Rom, Kalon e Sinti. Para estas populações, ser nômade não é uma opção. O nomadismo foi imposto, com a política do “faça-o caminhar e cigano bom é longe de mim e todos pensando assim é longe de todo mundo”. Ciganos, ainda hoje, são expulsos dos lugares pelo simples fato de serem ciganos, não conseguindo se fixar em lugar algum. Acampam onde é permitido, sem estrutura, água, luz ou saneamento básico.

Pensando em contribuir para a modificação dessa realidade, Paula Giannini, autora do livro Zumi Barreshtti desenvolveu o projeto homônimo em parceria com o Governo de Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa – PROAC Direto 2021.

Um Projeto multicultural que engloba distribuição de gratuita de 4.200 cópias do livro ZUMI BARRESHTI – SOPA DE PEDRA – Uma História Cigana (Palco das Letras, 2021) para a Rede de Ensino Estadual do Estado de São Paulo, distribuição do áudio livro com o mesmo título, realização de duas palestras (on-line) para educadores, oficinas de desenho (on-line) com o ilustrador do livro e oficinas de criação de textos para crianças (on-line) com a autora, além da realização de um material (livro do professor em material digital) para melhor aproveitamento do conteúdo vídeos, músicas, textos extras, curiosidades, bases para pesquisa, proposições de leitura dialogada.

A escritora Paula Giannini

Carioca, dramaturga, roteirista, contista, atriz e produtora cultural. Entre suas obras mais conhecidas encontra-se a comédia teatral Casal TPM, espetáculo de Teatro que já foi assistido por mais de 1 milhão pessoas. Como escritora, transita em vários universos. Possui textos infantis – entre eles, Se essa rua fosse minha – Espetáculo de brincar, espetáculo de teatro que estreou em 2005 e foi merecedor dos prêmios Valores do Brasil, Culturas Populares e Pontinhos de Cultura, e, finalista ao Brasil Criativo. Lançado pela Editora Bambolê em 2017, foi selecionado pela FNLIJ para integrar o Catálogo Bolonha 2018, representando o Brasil na maior feira do gênero no mundo. Ainda em 2018, o livro foi selecionado para o PNLD Literário e integrará 50 mil bibliotecas de escolas públicas brasileiras em 2019. Seu livro Pequenas Mortes Cotidianas foi selecionado pelo Concurso de Tutoria da Casa das Rosas – SP e lançado pela Editora Oito e Meio em 2017. Em 2018, foi finalista no Prêmio Guarulhos de Literatura e semifinalista no Prêmio Oceanos de Literatura. Em dezembro de 2018, lançou o livro infantil de dramaturgia Uma Estrela me Contou… História da Arte para Crianças, pela editora Bambolê. E em 2019, seu novo livro de contos Como a Vida – histórias e receitas nem sempre tão doces quanto as sobremesas, pela Editora Patuá e colocou em cena De Esperança, suor e farinha, como qual mereceu o Prêmio Dramaturgias de Pequenos formatos cênicos do CCSP – (Brochura). Atualmente escreve no Blog As Contistas, junto a outras escritoras maravilhosas e para e para a revista eletrônica O Imaginário.

Serviço

Contato com a produção: palcoproducoes@homtail.com

Tá bombando...