InícioINTERNACIONALSegundo país europeu a prestigiar tradição culturalmente brasileira, Portugal recebe a Lavagem...

Confira

Destaque

Segundo país europeu a prestigiar tradição culturalmente brasileira, Portugal recebe a Lavagem de Santo Antonio

Festival, resgata ato religioso e festivo, a Lavagem do Bonfim, originado em Salvador, na Bahia, à comunidade brasileira e europeia, em ato de paz

Por Kleber Karpov

Lisboa deve brilhar, de 7 á 10 de setembro, com uma programação repleta de união, paz, amor e misticismo, em meio a uma imersão cultural, a Lavagem da Igreja de Santo António, situada no Largo de Santo António da Sé, em Lisboa. O festival, resgata ato religioso e festivo, a Lavagem do Bonfim, originado em Salvador, na Bahia, à comunidade brasileira e europeia, em ato de paz.

Na programação

A Lavagem da Igreja de Santo António conta com um paraninfo ilustre, que deve enriquecer ainda mais o festival em Portugal, o jornalista, compositor, escritor, roteirista, produtor musical, teatrólogo e letrista brasileiro, Nelson Motta.

Motta tem uma grande bagagem cultural brasileira, assina diversos roteiros de programas da TVGlobo, onde mantém uma coluna semanal sobre cultura e comportamento, além de apresentar o programa Em Casa com Nelson Motta, na Globonews. 

O festival deve contar, no primeiro dia, com uma conferência presidida por Alline Silva, membro da Associação Viva Madeleine. A conferencista deve abordar sobre a origem da lavagem e a importância do festival ser fortalecido na Europa.

No dia (8) de setembro, está programado uma missa de agradecimento a Santo António, em um ato fé, que transmite a religiosidade, originada pelos escravos em terras brasileiras e dissemina o amor e a paz por todos os povos do mundo.

No dia (10) de setembro, último dia do evento, ocorrerá o cortejo da Lavagem de Santo António, um dos momentos mais esperados do festival, onde estará reunido diversas personalidades como: as cantoras Carla Visi, Nega Jaci, o jornalista Nelson Motta, Capoeira Brasil, Capoeira Abadá, Grupo Oxalá, Nelma Barreto e Mulheres da Resistência, Baque Tejo, Baque das Mulheres. Um momento de celebração e muita felicidade transmitido a cada batuque do tambor e, também carinhosamente representado pelas belíssimas baianas que estarão vestidas com seus saiotes e turbantes levando as águas de cheiro para fazer a famosa lavagem as escadarias.

No mesmo dia ao entardecer, o festival será encerrado com uma grande feijoada que deve ocorrer na Voz do Operário, com apresentação do cantor baiano Magary Lord, com uma pegada do swing baiano com mistura de black music e do Semba da Angola. Lord tem músicas gravadas com Ivete Sangalo, Seu Jorge, Arlindo Cruz, Cidade Negra, Margareth Menezes e Saulo.

O evento deve ser prestigiado ainda pela cantora Carla Visi que traz o carisma baiano no palco da feijoada. Carla que estourou com a banda baiana, Cheiro de Amor, com sucessos inesquecíveis dos anos 90 com as músicas: “vai sacudir, vai abalar”, “aviãozinho”, “ficar com você” e “quixabeira”. A noite, deve contar ainda com a apresentação do sambista Beto Souza e Juliann Tavares, trazendo ainda mais diversão e entretenimento para este belíssimo momento.

Na Europa

Na França, o evento já acorre, há cerca de 20 anos. A famosa e tradicional Lavagem de La Madeleine, que faz parte do calendário do verão francês, foi condecorado pelo Senado Francês e reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Este feito, foi trazido para a Europa, pelo baiano Robertinho Chaves, da cidade de Santo Amaro da Purificação (BA), que preside a Associação Franco-Brasileira Viva Madeleine. Entidade essa com o principal objetivo de promover a difusão da cultura brasileira na Europa, além de promover a paz e a cultura, entre os povos de todas as nacionalidades.

Tá bombando...